Português Italian English Spanish

Treinadores já estão definidos para o Rondoniense-2022

Treinadores já estão definidos para o Rondoniense-2022

Data de Publicação: 7 de fevereiro de 2022 08:35:00
Competição estadual inicia no próximo dia 19 de fevereiro

A contagem regressiva já iniciou para o início do Campeonato Rondoniense 2022. Faltando 12 dias para o começo da competição, os clubes já definiram seus treinadores e iniciaram os trabalhos visando a disputa do Estadual. São eles: Tiago Batizoco (Porto Velho), André Alexandre (Real Ariquemes), Márcio Parreiras (União Cacoalense), Álvaro Miguéis (Rondoniense), Heder Palmonari (Pimentense) e Wesley Edson (Genus).

Atual bicampeão rondoniense, o Porto Velho não pretende alterar a receita de conquistas e manteve o técnico Tiago Batizoco para a temporada. O treinador foi o responsável pelos dois títulos da Locomotiva nos anos de 2020 e 2021. Além disso, também foi campeão estadual em 2012 com o Espigão e em 2019 com o Vilhenense. O profissional tem 40 anos e acumula passagens pelo América-GO, Barcelona-RO, Comercial-MS, Cotia-SP, Cruzeiro-RO, Fast Clube-AM, Guariba-SP, Espigão-RO, Ji-Paraná-RO, Novoperário-MS, Porto Velho-RO, Real Ariquemes-RO, Rolim de Moura-RO, Santos-RO, VEC-RO e Vilhenense-RO.

Vice-campeão rondoniense nos dois últimos anos, o Real Ariquemes aposta em um velho conhecido para retomar o caminho das conquistas. Trata-se de André Alexandre que terá sua segunda passagem pelo Furacão do Jamari. Aos 42 anos, André chegou a realizar trabalhos no URT-MG, Ipatinga-MG, Manaus-AM, Treze-PB, entre outros. Anteriormente, o profissional esteve no clube entre 2017 e 2018, conquistando o primeiro título do Estadual Sub-20 do Real Ariquemes, em 2018.

O União Cacoalense apresentou na última semana o técnico Márcio Parreiras. O profissional atuou no Atlético Acreano entre as temporadas 2017 e 2019 como auxiliar técnico em um dos períodos mais vitoriosos da história do clube, onde obteve dois títulos estaduais (2017 e 2019) além do acesso à Série C. Além da passagem no Galo Acreano, Márcio Barreiras também desenvolveu trabalhos no América-RJ, Barcelona-RO, Duque de Caxias-RJ, Guaporé-RO, Gurupi-TO e Humaitá-AC.

O Rondoniense apostou na experiência do técnico Álvaro Miguéis para a disputa do Campeonato Rondoniense. Aos 57 anos, o treinador acumula passagens pelo Atlético Acreano, Desportivo Aliança-AL, Galvez-AC, Nacional-AM, Real Ariquemes-RO e Rio Branco-AC. Tricampeão acreano no comando técnico do Atlético Acreano (2016/2017/2019), Miguéis ainda comandou o time celeste durante o acesso à disputa do Campeonato Brasileiro da Série C, ao colocar o Galo Carijó entre os quatro melhores times da Série D na temporada 2017. Um ano depois, o time acreano quase garantiu acesso no Campeonato Brasileiro da Série B, mas perdeu a vaga para o Cuiabá-MT.

O Pimentense manteve o técnico Heder Palmonari após a conquista do título da Série B do Campeonato Rondoniense. O treinador é velho conhecido do clube. Em 2012, ele também levou o clube de Pimenta Bueno ao título da Série B local. E, no ano seguinte, conduziu o clube de CAP ao vice-campeonato Rondoniense, sendo derrotado na decisão pelo VEC. Além de passagem pelo Pimentense, o profissional chegou a comandar o Ariquemes e União Cacoalense.

Já o Genus confirmou a aquisição do técnico Wesley Edson. Aos 40 anos, o treinador chegou a defender o ADF Portland-EUA, Angra dos Reis-RJ, Macaé-RJ e Porto Velho-RO. Esta será a terceira passagem do treinador pelo futebol rondoniense. Em 2020, Wesley comandou o Porto Velho nos primeiros sete jogos antes da parada em virtude da pandemia. Já, no ano passado, o técnico dirigiu a Locomotiva nos últimos três jogos da campanha na Série D do Campeonato Brasileiro.

O Campeonato Rondoniense está previsto para iniciar no dia 19 de fevereiro com o duelo entre Porto Velho e Pimentense. No dia 20 de fevereiro (domingo), outros dois jogos movimentam a rodada. O Real Ariquemes recebe o Genus, enquanto que o União Cacoalense encara o Rondoniense.

Texto/Foto: Alexandre Almeida/FFER