Português Italian English Spanish

Série B do Rondoniense volta a ser o caminho para a elite

Série B do Rondoniense volta a ser o caminho para a elite

Data de Publicação: 8 de novembro de 2021 09:49:00
Genus e Pimentense travam duelo no próximo dia 15 de novembro (segunda-feira)

Resta uma semana para a disputa da final da Série B do Campeonato Rondoniense 2021. No próximo dia 15 de novembro (segunda-feira), Genus e Pimentense travam duelo em jogo único pela decisão da competição estadual.

Iniciada em 2005, a Série B do Campeonato Rondoniense retorna na temporada 2021 com o objetivo de ser o caminho para a elite do futebol local.

Rebaixado neste ano, o Genus participará pela primeira vez da Série B do Campeonato Rondoniense. Já o Pimentense chega para sua segunda participação na competição. Em 2012, o clube de Pimenta Bueno ficou com o título da competição.

A FFER (Federação de Futebol do Estado de Rondônia) abriu prazo de inscrição até o dia 5 de setembro para a definição sobre a participação na Série B do Rondoniense. Cinco clubes estavam aptos para a competição, porém somente Genus e Pimentense se inscreveram e, consequentemente, já estão garantidos na disputa do Campeonato Rondoniense em 2022.

História

Ao longo da história da Série B do Campeonato Rondoniense, sete edições foram realizadas pela FFER, dentre os campeões estão: Ulbra (2005), Jaruense (2006), Ariquemes (2007), Espigão (2008), Moto Clube (2009), Ji-Paraná (2011) e Pimentense (2012).

Em 2005, a Ulbra ficou com o título da competição ao vencer na decisão o Grêmio. No jogo de ida, as equipes ficam no empate em 0 a 0 no estádio Luizinho Turatti, em Espigão d'Oeste. Já a Coruja superou o Tricolor de Espigão por 1 a 0 no estádio Biancão, em Ji-Paraná. Naquele ano, a Ulbra conquistou sete vitórias, dois empates e sofreu duas derrotas.

Em 2006, a Jaruense foi campeão invicto, conquistando o título de forma antecipada ao vencer os dois turnos da competição. Em sua campanha, o clube de Jaru conquistou seis vitórias e quatro empates.

Em 2007, o Ariquemes foi campeão de forma invicta e sem necessidade de decisão. Em sua campanha, o clube conquistou cinco vitórias e teve um simples empate.

Em 2008, o Espigão ficou com o título da Série B ao superar o Shallon na final. No jogo de ida, os clubes ficaram no empate em 2 a 2 no estádio Aluízio Ferreira, em Porto Velho. Já no segundo jogo, o Espigão venceu por 3 a 0 no estádio Luizinho Turatti e garantiu o acesso.

Em 2009, o Moto Clube conquistou o título da Série B do Campeonato Rondoniense. O Alvirrubro teve cinco vitórias, um empate e sofreu apenas uma derrota. Na decisão, o Moto chegou a ser derrotado no primeiro jogo da decisão pelo Ji-Paraná por 2 a 0 no estádio Biancão. Porém, naquele ano, o Galo da BR não compareceu para a realização do segundo jogo e, com isso, o Moto Clube foi declarado o campeão, enquanto que o Cruzeiro, terceiro colocado, ficou com a segunda vaga do acesso após decisão do TJD-RO (Tribuna de Justiça Desportiva de Rondônia) após desistência do Jipa.

Em 2011, o Ji-Paraná realizou uma campanha impecável com seis vitórias. Em doze jogos, o Galo da BR conquistou 12 vitórias, faturando o título da Série B do Rondoniense de forma antecipada. O segundo colocado, União Cacoalense, também garantiu acesso naquele ano.

Em 2012, Santos e Pimentense decidiram o título da Série B do Rondoniense. No jogo de ida, os clubes ficaram no empate em 2 a 2 no estádio Aluízio Ferreira, em Porto Velho. Já, no jogo de volta, o Pimentense goleou o Santos por 3 a 0 no estádio Luiz Alves Athaídes, em Pimenta Bueno, e garantiu a conquista e o acesso à elite.

Texto/Foto: Alexandre Almeida/FFER