Português Italian English Spanish

Com premiação de R$ 1,5 milhão e carros aos finalistas, CBF lança Copa Verde em Belém

Com premiação de R$ 1,5 milhão e carros aos finalistas, CBF lança Copa Verde em Belém

Data de Publicação: 13 de outubro de 2021 18:58:00
Competição conta com a participação de 24 clubes

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) realizou na noite da última terça-feira o lançamento oficial da Copa Verde 2021. O evento contou com a presença do Presidente interino da CBF, Ednaldo Rodrigues, e do Governador do Pará, Hélder Barbalho Filho. A cerimônia aconteceu no restaurante do Mangal das Garças, em Belém.

Além de Ednaldo Rodrigues e de Hélder Barbalho Filho, estiveram presentes o diretor de competições da CBF, Manoel Flores, o Presidente da Federação Paraense de Futebol, Adélcio Torres, e a secretária municipal de Esporte, Juventude e Lazer de Belém, Carolina Quemel, que representou o prefeito Edmilson Rodrigues. Os cinco compuseram o palco da abertura da Copa Verde. A CBF ainda foi representada por seus vice-presidentes Antônio Aquino Lopes e Gustavo Feijó no evento, que contou com a presença de presidentes de clubes participantes da Copa Verde e de outras agremiações paraenses, assim como de autoridades locais.

Durante sua fala no lançamento oficial da Copa Verde, o Presidente da CBF anunciou as premiações para os clubes participantes da competição em 2021. Os valores totalizam 1,5 milhão de reais e incluem até mesmo carros oferecidos pela FIAT aos finalistas. "A Copa Verde é uma competição em que a CBF tem investido. Na parte logística, tanto de transporte como hospedagem, e também em arbitragem. E, sabendo que é uma competição que vai trazer muito sucesso para o futebol brasileiro e receitas também, a CBF está investindo na premiação das equipes, desde a primeira fase até a fase final, com um valor total de 1,5 milhão", ressaltou o presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues.

Já para o presidente da FFER (Federação de Futebol do Estado de Rondônia), Heitor Costa, o trabalho em conjunto foi providencial para o investimento na competição. "Foi muito importante a mobilização dos presidentes das federações do Norte para a garantia da premiação aos participantes. Estamos felizes com o montante que será disponibilizado aos clubes como premiação no torneio. Agora vamos torcer por uma grande competição entre as equipes participantes", frisou Heitor.

Nesta quarta-feira dois clubes rondonienses entraram em campo. O Real Ariquemes foi derrotado pelo Penarol por 2 a 0 no Gentil Valério e se despediu da competição. Já o Porto Velho venceu o Sinop-MT por 1 a 0 no estádio Gigante do Norte, em Sinop, e avançou à segunda fase.

Quanto mais verde, melhor

A Copa Verde é uma competição sem igual no futebol mundial, por se tratar de um torneio com foco específico em práticas sustentáveis e na preservação do meio ambiente. Desde sua criação, em 2014, a Copa Verde tem adotado medidas para incentivar a sustentabilidade e o respeito à natureza.

Concursos educacionais, troca de garrafas pet por ingressos e troféus vivos foram algumas das iniciativas implementadas pela CBF ao longo do tempo na competição. Governador do Pará, Helder Barbalho valorizou a oportunidade de construir uma sociedade mais sustentável através do futebol. "Nós nos sentimos muito felizes de poder estar lançando a Copa Verde aqui em Belém, na capital do estado do Pará. A Copa Verde reúne clubes da nossa região, que é uma região que o mundo conclama a todos a preservar. E nada melhor do que o futebol para aproveitar e construir junto com a sociedade alternativas que possam fazer com que a preservação do meio ambiente, com a sustentabilidade, com as vocações das regiões, possam acontecer. O futebol tem essa capacidade. Por isso, festejo a iniciativa da CBF e que nós possamos fazer do Pará uma referência para o futebol brasileiro", afirmou.

Texto: Alexandre Almeida/FFER, com informações da CBF
Foto: Thaís Magalhães/CBF