Rondoniense 2019 terá 6 clubes campeões, 2 estreantes e 2 querendo colocar Vilhena novamente no topo
14/11 11:00

Rondoniense 2019 terá 6 clubes campeões, 2 estreantes e 2 querendo colocar Vilhena novamente no topo

O primeiro título do futebol profissional, disputado em 1991, foi conquistado pelo Ji-Paraná após disputar dois jogos contra o Ferroviário, vencendo o primeiro por 1 a 0 (no Vera Cruz) e empatando o segundo em 2 a 2 (no Aluizão). Assim foi o início do futebol de Rondônia na Era Profissional e que chega no ano de 2019 em sua 28ª competição. No ano que vem, o Rondoniense será disputado por 10 clubes, dos quais 6 já levantaram a taça de campeão, dois são estreantes e outros 2 querem colocar o município de Vilhena novamente no topo.

Os torcedores rondonienses estão na contagem regressiva para o início de mais um Campeonato Estadual Profissional, promovido pela Federação de Futebol do Estado de Rondônia (FFER), com a primeira rodada marcada para o dia 2 de fevereiro. No total, em campo, a competição terá o brilho de 16 títulos estaduais.

O papão de títulos é o Ji-Paraná Futebol Clube que entrará em campo ostentando os 9 títulos já conquistados na Era Profissional. A equipe do município que leva o mesmo nome levantou a taça nos anos de 91/92/95/96/97/98/99/2001 e 2012.

O Guajará Esporte Clube também entra na disputa do Estadual com um título na bagagem. A conquista foi em 2000, diante do Genus. O Guajará disputou ainda a final de 98, perdendo o título para o Ji-Paraná.

O retorno da União Cacoalense coloca mais dos títulos de peso no Estadual. O clube de Cacoal retorna em 2019 para a elite do futebol rondoniense. Em  2003, a União Cacoalense conquistou o primeiro título, diante do extinto CFA. No ano seguinte, novamente deu União Cacoalense, após vencer a final contra o Ji-Paraná.

Após anos na fila pelo título, a Capital voltou ao topo em 2015 com a conquista do Genus (lembrando que o primeiro título da Capital foi em 2002, pelo extinto CFA). O Genus perseguia a taça desde 2000, quando perdeu a final para o Guajará Esporte Clube, ficando com o vice campeonato. Em 2009, o título também bateu na trave e foi conquistado pelo VEC. Mas, o Genus deu a volta por cima e conquistou o tão sonhado título em 2015, justamente contra o VEC.

Em 2016, a Capital voltou a festejar mais um título do Futebol Profissional. O então novato Rondoniense se apresentou para a elite do futebol do Estado com um time empolgante e garantiu o título de forma invicta e vencendo na final o Genus.

Nos dois últimos anos só deu Real Ariquemes. O time do município de Ariquemes tem sido a força do futebol profissional com as conquista de 2017 e 2018. Com dois títulos na bagagem, o Real começa 2019 empolgado com as disputas da Copa do Brasil, Série D, além do próprio Rondoniense.

Mas, nada será fácil para os detentores de títulos de Estaduais, uma que o Estadual terá 2 clubes novatos que esperam desbancar os “medalhões” de títulos. O município de Rolim de Moura voltará a ter jogos pelo futebol profissional com a chegada do Guaporé Futebol Clube. Já na Capital, outro clube surge na briga pelo título. Trata-se do Porto Velho Esporte Clube que este ano já sentiu o gosto de um título, mas pelo futebol feminino.

Barcelona e Vilhenense já conhecem o Campeonato Rondoniense Profissional. O Barcelona bateu na trave duas vezes, em 2017 e 2018 quando perdeu o título para o Real Ariquemes. O Vilhenense estreou na elite no Rondoniense em 2018 e é grande a expectativa para o ano que vem. O certo é que tanto o Barcelona quanto o Vilhenense prometem colocar novamente a cidade de Vilhena no topo com a conquista do título. O município festejou 5 vezes a conquista de um título pelo VEC que não irá disputar o campeonato.

O campeonato 2019 será disputado em dois grupos de 5 clubes, cada, que serão compostos da seguinte forma:

Grupo A: Guajará Esporte Clube, Real Desportivo Ariquemes Futebol Clube, Rondoniense Social Clube, Sport Club Genus de Porto Velho, Porto Velho Esporte Clube.

Grupo B: Barcelona Futebol Clube, Guaporé Futebol Clube, Ji-Paraná Futebol Clube, Sociedade Esportiva União Cacoalense, Vilhenense Esportivo Clube

 

 

 



Autor: Paulo Ricardo


Últimas