Árbitros e assistentes aceleram preparação e querem chegar “voando” para os testes da pré-temporada
16/08 00:00

Árbitros e assistentes aceleram preparação e querem chegar “voando” para os testes da pré-temporada

No dia 17 de novembro todos os árbitros e assistentes do quadro da Comissão de Arbitragem da Federação de Futebol do Estado de Rondônia (C.A/FFER) irão enfrentar uma maratona de testes de olho na temporada 2019. Com a aproximação da pré-temporada, os profissionais da arbitragem, tanto da Capital quanto do interior, aceleram na preparação, principalmente quanto aos exames médicos e prometem chegar “voando” para os testes físicos e, inclusive, com bom desempenho na parte teórica da avaliação.

O presidente da Comissão de Arbitragem, Almir Belarmino, enfatiza que as avaliações habilitadoras serão realizadas no dia 17 de novembro. O reteste para os que não alcançarem os índices obrigatórios será no dia 15 de dezembro. As atividades têm como objetivo a composição do quadro de arbitragem da entidade para 2019.

 A arbitragem visa de forma minuciosa se preparar para fazer o melhor papel durante os jogos. Todos os anos a Comissão realiza a pré-temporada para colocar em escala aqueles melhores capacitados para exercerem as atividades durante as competições. Dentre os exemplos de preparação está o veterano árbitro Servílio Patrício que tem se empenhado na realização dos exames médicos exigidos pela Comissão de Arbitragem.

“Espero uma temporada mais difícil e concorrida. Continuo focado na arbitragem e  concorrendo as escalas com os pares mais jovens e do quadro da CBF. Porém, estou satisfeito com minhas atuações. Neste ano de 2018 atuei em jogos difíceis e importantes, mas desempenhei o melhor juntamente com todos que atuam na arbitragem rondoniense”, disse Servílio.

Além da parte técnica e da boa forma dos árbitros e assistentes, outro ponto importante é a aplicação da teoria para os profissionais terem a melhor ética dentro de campo. Tudo isso é proporcionado pelo presidente da Comissão de Arbitragem, Almir Belarmino, que também é instrutor da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), ou seja, referência nacional na área.

O presidente da Comissão faz questão de destacar a busca pelo aprimoramento da técnica e melhoria na condição de trabalho dos profissionais.  Constantemente os profissionais estão participando de atividades na Capital ou no interior do Estado.

 



Autor: Paulo Ricardo


Últimas