Brasil x Uruguai: relembre grandes jogos do clássico
22/03 12:00

Brasil x Uruguai: relembre grandes jogos do clássico

Brasil e Uruguai são protagonistas de um clássico de muita rivalidade. O confronto começou em 1916, com dois jogos e uma vitória para cada lado. De 12 de julho de 1916, portanto, a 6 de julho de 2009, com vitória do Brasil por 4 a 0, em pleno Estádio Centenário, as duas seleções se enfrentaram 73 vezes. A supremacia é do Brasil: 34 vitórias, 19 derrotas e 20 empates. A Seleção Brasileira marcou 129 gols e sofreu 94 - um saldo positivo de 35. Brasil e Uruguai se enfrentam nesta sexta-feira, 25, às 21h45 (Horário Oficial de Brasília), na Arena Pernambuco, Recife., pela Eliminatória da Copa do Mundo de 2018.

Dentro deste histórico, selecionamos 10 partidas entre os dois grandes rivais do continente. Em 1950, a derrota de 2 a 1 na decisão da Copa do Mundo, no Maracanã, apesar do caráter dramático, era um resultado perfeitamente previsível. A Seleção Brasileira possuía um time espetacular, mas os uruguaios não ficavam atrás. Tanto que os jogos entre as duas seleções se pautavam pelo equilíbrio. O exemplo foram os três disputados naquele mesmo 1950, em maio, um mês antes da Copa do Mundo. No dia 6 de maio, o Uruguai derrotou o Brasil por 4 a 3, no Pacaembu; oito dias depois, o Brasil deu o troco: venceu por 3 a 2, em São Januário. E ainda venceu no dia 18, por 1 a 0, também em São Januário.

 

Três jogos antes da Copa

 

6/5/1950

BRASIL 3:4 URUGUAI

Competição: Copa Rio Branco.

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP). Público: 25.400 espectadores.

 

Árbitro: Cyrill John Barrick (Inglaterra). Assistentes: Estebán Marino Camel Marino (Uruguai), Juan Gambetta (Uruguai).

 

Gols: Zizinho, aos 2; Pérez, aos 23; Miguez, aos 27; Miguez, aos 28; Ademir Menezes, aos 30; Schiaffino (cabeça), aos 49; Ademir Menezes, aos 64.

 

BRASIL: Barbosa, Nílton Santos e Mauro; Eli, Ruy e Noronha; Tesourinha, Zizinho, Ademir Menezes, Jair Rosa Pinto e Chico. Treinador: Flávio Rodrigues Costa.

 

URUGUAI: Máspoli, Matías González e Vilches; Juan González, Obdulio Varela e Andrade (Gambetta, aos 67); Britos (Ghigghia, aos 74), Pérez, Miguez, Schiaffino e Vilamide. Treinador: Juan López Fontana.

 

14/5/1950

BRASIL 3:2 URUGUAI

 

Competição: Copa Rio Branco.

Local: Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro (RJ). Público: 21.500 espectadores.

Árbitro: Cyrill John Barrick (Inglaterra). Assistentes: Estebán Marino Camel Marino (Uruguai), Alberto Monard da Gama Malcher (Brasil).

 

Gols: Ademir Menezes, aos 3; Nílton Santos (contra), aos 23; Ademir Menezes, aos 25; Chico, aos 31; Vilamidez, aos 43.

BRASIL: Barbosa, Nílton Santos e Mauro (Juvenal, aos 46); Eli, Ruy e Noronha; Tesourinha (Friaça, aos 72), Zizinho, Ademir Menezes, Jair Rosa Pinto (Baltazar, aos 61) e Chico. Treinador: Flávio Rodrigues Costa.

URUGUAI: Máspoli, Matías González e Vilches (Gambetta, aos 64); Juan González, Obdulio Varela e Andrade; Ghigghia, Pérez, Miguez (Tejera, aos 85), Schiaffino (Romero, aos 66) e Hugo Villamide (Orlandi, ais 71). Treinador: Juan López Fontana.

 

18/5/1950 

BRASIL 1:0 URUGUAI

Competição: Copa Rio Branco.

Local: Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro (RJ). Público: 25.300 espectadores.

Árbitro: Cyrill John Barrick (Inglaterra). Assistentes: Mário Gonçalves Vianna (Brasil), Estebán Marino Camel Marino (Uruguai).

 

Gols: Ademir Menezes, aos 61.

 

BRASIL: Castilho, Pinheiro (Gérson dos Santos, aos 86) e Nílton Santos; Djalma Santos, Brandãozinho e Ely do Amparo; Friaça (Bauer, aos 62), Ademir Menezes, Baltazar (Pinga aos 75), Didi e Rodrigues. Treinador: Alfredo Moreira Júnior “Zezé Moreira”.

 

URUGUAI: Máspoli, Matías González e Tejera; Juan González (Gambetta, aos 65), Obdulio Varela (Pini, aos 46) e Andrade; Ghigghia, Julio Pérez, Miguez, Schiaffino (Romero, aos 65) e Vilamide (Orlandi, aos 46). Treinador: Juan López Fontana.

 

 

 

Brasil, campeão do Pan-Americano

 

Em 1952, a Seleção Brasileira foi campeã dos Pan-Americano do Chile. Na semifinal, realizada ano dia 16 de maio, o Brasil venceu os uruguaios por 4 a 2, no Estádio Nacional de Santiago, com gols de Didi, Baltazar, Pinga e Rodrigues. Vale lembrar que do time uruguaio campeão do mundo dois anos antes estavam em campo o goleiro Roque Máspoli, Victor Rodriguez Andrade, Julio Perez, o carrasco Alcides Gigghia e Omar Miguez - cinco jogadores remanescentes do Maracañazo.

 

BRASIL 4:2 URUGUAI

 

Competição: Campeonato Pan-Americano de Futebol.

 

Local: Estádio Nacional de Santiago (Chile). Público: 40.000 espectadores.

 

Árbitro: Geoffrey Sunderland (Inglaterra). Assistentes: Charles Dean (Inglaterra), John Manning (Inglaterra).

 

Cartão Vermelho: Ely do Amparo e Miguez, aos 57.

 

Gols: Didi, aos 22; Rodrigues (falta), aos 32; Abaddie (cabeça), aos 54; Baltazar (cabeça), aos 70; Pinga, aos 84; Nelson Cancela (pênalti) aos 96.

 

BRASIL: Castilho, Pinheiro (Gérson dos Santos, aos 86) e Nílton Santos; Djalma Santos, Brandãozinho e Ely do Amparo; Friaça (Bauer, aos 62), Ademir Menezes, Baltazar (Pinga aos 75), Didi e Rodrigues. Treinador: Alfredo Moreira Júnior “Zezé Moreira”.

 

URUGUAI: Máspoli, Matías Gonzalez e Héctor Vilches; Victor Rodriguez Andrade, Ubire Duran e Omar Ferreira; Alcides Ghigghia, Julio Perez (Washington Loureiro, aos 46), Omar Miguez, Julio Cesar Abaddie (Nelson Cancela, aos 65) e Ernesto Vidal. Treinador: Romeo Vázquez.

 

 

 

Vitória de virada e briga no campo

 

No dia 26 de março de 1959, em jogo válido pelo Campeonato Sul-Americano da Argentina, o jogo teve caráter de batalha. O Uruguai vencia por 1 a 0, quando uma brigas generalizada interrompeu a partida. Na volta, o Brasil virou para 3 a 1, com três gols de Paulinho Valentim, o que lhe valeu a transferência para o Boca Juniors, no mesmo ano, onde se tornou grande ídolo.  Leia aqui matéria sobre Paulinho Valentim.

 

BRASIL 3:1 URUGUAI

 

Competição: Campeonato Sul-Americano.

 

Local: Estádio Monumental de Nuñez, em Buenos Aires (Argentina). Público: 65.000 espectadores.

 

Árbitro: Carlos Robles Robles (Chile). Assistentes: Isidro Ramírez Alves (Paraguai), Alberto Tejada Noriega (Peru).

 

Expulsão: Almir, Orlando, Mirto Davoine, Néstor Gonçalvez, aos 32.

 

Gols: Escalada, aos 40; Paulo Valentim, aos 62; Paulo Valentim (cabeça), aos 80; Paulo Valentim, aos 89.

 

BRASIL: Castilho (Gilmar, aos 32); Djalma Santos, Bellini, Orlando e Coronel (Paulo Valentim, aos 61); Formiga e Didi; Garrincha (Dorval, aos 78), Almir, Pelé e Chinesinho. Treinador: Vicente Ítalo Feola.

 

URUGUAI: Leiva, William Martínez, Silveira e Néstor Gonçalvez; Davoine e Mesias; Borges (Fernández, aos 31), Demarco, Douksas, Sasía e Escalada (Aguilera, aos 65). Treinador: Juan Carlos Corazzo.

 

 

 

Palmeiras representa Brasil na inauguração do Mineirão

 

No dia 7 de setembro de 1965, na inauguração do Mineirão, a Seleção Brasileira representada pelo time do Palmeiras fewz 3 as 0 no Uruguai, com gols de Rinaldo, Tupãzinho e Germano.

 

BRASIL 3:0 URUGUAI

 

Competição: Amistoso.

 

Local: Estádio Governador Magalhães Pinto “Mineirão”, em Belo Horizonte (MG). Público: não divulgado.

 

Árbitro: Eunápio Gouveia de Queirós (Brasil). Assistentes: Cláudio Flávio Magalhães (Brasil), Frederico Lopes (Brasil).

 

Gols: Rinaldo (pênalti), aos 26; Tupãzinho, aos 35; Germano, aos 75.

 

BRASIL: Valdir (Picasso, aos 76), Djalma Santos, Djalma Dias, Valdemar Carabina (Procópio, aos 46) e Ferrari; Dudu (Zequinha, aos 46) e Ademir da Guia; Julinho (Germano, aos 46), Servílio, Tupãzinho (Ademar Pantera, aos 80) e Rinaldo (Dario, aos 65). Treinador: Nélson Ernesto Filpo Núñez.

 

URUGUAI: Taibo (Bogni, aos 74), Cincuneggi (Britos), Manicera, Varela e Caetano; Nuñez (Lorda, aos 74) e Douksas; Franco, Héctor Salvá, Héctor Silva (Virgilio, aos 46) e Espárrago (Morales, aos 46). Treinador: Ondino Vieira.

 

 

 

Vitória com gosto de Copa do Mundo

 

No jogo do dia 17 de junho de 1970, a vitória categórica por 3 a 1 teve sabor de forra - afinal foi jogo de semifinal de Copa, na qual o Brasil seria tricampeão do mundo. Clodoaldo, Rivelino e Jairzinho fizeram os gols.

 

BRASIL 3:1 URUGUAI

 

Competição: Copa do Mundo.

 

Local: Estádio Jalisco, em Guadalajara (México). Público: 51.261 espectadores.

 

Árbitro: José Maria Ortiz de Mendibil Monastério (Espanha). Assistentes: Ferdinand Marschall (Áustria), Tofik Bakhramov (União Soviética).

 

Cartão Amarelo: Carlos Alberto Torres, aos 30; Maneiro, aos 34; Mújica, aos 57; Fontes, aos 64.

 

Gols: Cubilla, aos 19; Clodoaldo, aos 45; Jairzinho, aos 76; Rivellino, aos 90.

 

BRASIL: Félix, Carlos Alberto Torres, Brito, Wilson Piazza e Everaldo; Clodolado e Gérson; Jairzinho, Tostão e Pelé e Rivellino. Treinador: Mário Jorge Lôbo Zagallo.

 

URUGUAI: Mazurkiewicz, Ubiñas, Ancheta, Matosas e Mujica; Fontes, Montero Castillo e Cortés; Cubilla, Maneiro (Esparrago, aos 77) e Morales. Treinador: Juan Eduardo Hohberg.

 

 

 

40 anos depois, campeão da Copa América

 

Na Copa América de 1989, no dia 16 de julho, a vitória sobre os uruguaios teve gosto de campeão. No Maracanã,  Romário marcou o gol da vitória por 1 a 0 que deu ao Brasil um título que não era conquistado há 40 anos.

 

BRASIL 1:0 URUGUAI

 

Competição: Copa América.

 

Local: Estádio do Jornalista Mário Filho “Maracanã”, no Rio de Janeiro (RJ).

 

 Público: 132.743 espectadores.

 

Árbitro: Hernán Silva Arce (Chile). Assistentes: Vicente Mauro (USA), Enrique Marín Gallo (Chile).

 

Cartão Amarelo: Ostolaza, Branco, Rubén Sosa, Perdomo.

 

Gol: Romário (cabeça), aos 49.

 

BRASIL: Taffarel, Aldair, Ricardo Gomes e Mauro Galvão; Mazinho, Silas (Alemão, aos 86,) Dunga, Valdo (Josimar, aos 86) e Branco; Bebeto e Romário. Treinador: Sebastião Barroso Lazaroni.

 

URUGUAI: Zeoli, Herrera, Gutiérrez, De León e Domínguez; Ostolaza (Correa, aos 69), Perdomo, Ruben Paz (Da Silva, aos 69) e Francescoli; Alzamendi e Rubén Sosa. Treinador: Oscar Washington Tabárez.

 

 

 

Passaporte carimbado para Copa dos EUA

 

A partida contra o Uruguai, no Maracanã, em 10 de julho de 1993, valia uma vaga na Copa do Mundo de 1994. A Seleção Brasileira cumpriu o seu papel diante de um Maracanã lotado e e carimbou seu passaporte para os Estados Unidos com uma vitória de 2 a 0, dois gols de Romário.

 

10/7/1993

 

Competição: Eliminatórias para a Copa do Mundo

 

Local: Maracanã

 

Público: 101.670 pagantes

 

Árbitro: Alberto Tejeda (Peru)

 

Gols: Romário, 71 e 83m. BRASIL: Taffarel, Jorginho, Ricardo Gomes, Ricardo Rocha e Branco; Dung,a Mauro Silva, Raí e Zinho; Bebeto e Romário. Técnico: Carlos Alberto Parreira.

 

URUGUAI: Siboldi, Mendez, Canals (Adrian Paz), Fernando Kanapkis e Batista; Dorta, Hereera, Gutierrez e Francescoli (Zalazar); Fonseca e Rubén Sosa. Técnico: Ildo Maneiro.

 

 

 

Jogo foi decidido nos pênaltis

 

Em 10 de julho de  2007, a partida valeu a passagem do Brasil para a final da Copa América da Venezuela No tempo normal, o jogo terminou 2 a 2 - a decisão foi para cobrança de pênaltis e deu Brasil, que derrotou a Argentina na final por 3 a 0 e ficou com o título.

 

BRASIL 2:2 URUGUAI

 

Pênaltis: Brasil 5:4 Uruguai

 

Competição: Copa América.

 

Local: Estadio José Encarnación Pachencho Romero - Maracaibo (Venezuela). Público: não disponível.

 

Árbitro: Óscar Julián Ruiz Acosta (Colômbia). Assistentes: Juan Carlos Bedoya (Colômbia) e Juan Carlos Arroyo (Bolívia).

 

Cartão Amarelo: Darío Rodríguez, Gilberto, Scotti, Pérez, Fernando, Gilberto Silva.

 

Gols: Maicon, aos 13; Diego Forlán, aos 36; Júlio Baptista, aos 41; Sebastían Abreu, aos 69.

 

BRASIL: Doni, Maicon, Alex, Juan e Gilberto; Gilberto Silva, Mineiro, Josué (Fernando, aos 72) e Júlio Baptista (Diego, aos 72); Robinho e Vágner Love (Afonso, aos 79). Treinador: Carlos Caetano Bledorn Verri “Dunga”.

 

URUGUAI: Carini; Fucile, Lugano, Scotti, Darío Rodríguez (Abreu, aos 46); García, Diego Pérez (Gargano, aos 74), Maxi Pereira e Cristian Rodríguez; Diego Forlán e Recoba (González, aos 46). Treinador: Óscar Wáshington Tabárez Sclavo.

 

Pênaltis: Robinho (1:0); Diego Forlán (1:0); Juan (2:0); Scotti (2:1); Gilberto Silva (3:1); González (3:2); Afonso (3:2); Cristían Rodríguez (3:3); Diego (4:3); Abreu (4:4); Fernando (4:4); García (4:4); Gilberto (5:4); Lugano (5:4).

 

 

 

Confira todos os confrontos da história:

 

12.07.16 BRASIL 1 X 2 Uruguai Buenos Aires Camp. Sul-Americano

18.07.16 BRASIL 1 X 0 Uruguai Montevidéu Amistoso

07.10.17 BRASIL 0 X 4 Uruguai Montevidéu Camp. Sul-Americano

16.10.17 BRASIL 1 X 3 Uruguai Montevidéu Amistoso

25.05.19 BRASIL 2 X 2 Uruguai Rio de Janeiro Camp. Sul-Americano

29.05.19 BRASIL 1 X 0 Uruguai Rio de Janeiro Camp. Sul-Americano

18.09.20 BRASIL 0 X 6 Uruguai Viña del Mar Camp. Sul-Americano

23.10.21 BRASIL 1 X 2 Uruguai Buenos Aires Camp. Sul-Americano

01.10.22 BRASIL 0 X 0 Uruguai Rio de Janeiro Camp. Sul-Americano

25.11.23 BRASIL 1 X 2 Uruguai Montevidéu Camp. Sul-Americano

06.09.31 BRASIL 2 X 0 Uruguai Montevidéu Copa Rio Branco

04.12.32 BRASIL 2 X 1 Uruguai Montevidéu Copa Rio Branco

19.01.37 BRASIL 3 X 2 Uruguai Buenos Aires Camp. Sul-Americano

24.03.40 BRASIL 3 X 4 Uruguai Rio de Janeiro Copa Rio Branco

31.03.40 BRASIL 1 X 1 Uruguai Rio de Janeiro Copa Rio Branco

24.01.42 BRASIL 0 X 1 Uruguai Montevidéu Camp. Sul-Americano

14.05.44 BRASIL 6 X 1 Uruguai Rio de Janeiro Amistoso

17.05.44 BRASIL 4 X 0 Uruguai São Paulo Amistoso

07.02.45 BRASIL 3 X 0 Uruguai Santiago Camp. Sul-Americano

05.01.46 BRASIL 3 X 4 Uruguai Montevidéu Copa Rio Branco

09.01.46 BRASIL 1 X 1 Uruguai Montevidéu Copa Rio Branco

23.01.46 BRASIL 4 X 3 Uruguai Buenos Aires Camp. Sul-Americano E.

29.03.47 BRASIL 0 X 0 Uruguai Montevidéu Copa Rio Branco

01.04.47 BRASIL 3 X 2 Uruguai Rio de Janeiro Copa Rio Branco

04.04.48 BRASIL 1 X 1 Uruguai Montevidéu Copa Rio Branco

11.04.48 BRASIL 2 X 4 Uruguai Montevidéu Copa Rio Branco

30.04.49 BRASIL 5 X 1 Uruguai Rio de Janeiro Camp. Sul-Americano

06.05.50 BRASIL 3 X 4 Uruguai São Paulo Copa Rio Branco

14.05.50 BRASIL 3 X 2 Uruguai Rio de Janeiro Copa Rio Branco

18.05.50 BRASIL 1 X 0 Uruguai Rio de Janeiro Copa Rio Branco

16.07.50 BRASIL 1 X 2 Uruguai Rio de Janeiro Copa do Mundo

16.04.52 BRASIL 4 X 2 Uruguai Santiago Camp. Panamericano

15.03.53 BRASIL 1 X 0 Uruguai Lima Camp. Sul Americano

10.02.56 BRASIL 0 X 0 Uruguai Montevidéu Camp. Sul-Americano

24.06.56 BRASIL 2 X 0 Uruguai Rio de Janeiro Taça do Atlântico

28.03.57 BRASIL 2 X 3 Uruguai Lima Camp. Sul-Americano

26.03.59 BRASIL 3 X 1 Uruguai Buenos Aires Camp. Sul-Americano

12.12.59 BRASIL 0 X 3 Uruguai Guayaquil Camp.Sul-Americano E.

09.07.60 BRASIL 0 X 1 Uruguai Montevidéu Taça do Atlântico

07.09.65 BRASIL 3 X 0 Uruguai Belo Horizonte-MG Amistoso

25.06.67 BRASIL 0 X 0 Uruguai Montevidéu Copa Rio Branco

28.06.67 BRASIL 2 X 2 Uruguai Montevidéu Copa Rio Branco

01.07.67 BRASIL 1 X 1 Uruguai Montevidéu Copa Rio Branco

09.06.68 BRASIL 2 X 0 Uruguai São Paulo Copa Rio Branco

12.06.68 BRASIL 4 X 0 Uruguai Rio de Janeiro Copa Rio Branco

17.06.70 BRASIL 3 X 1 Uruguai Guadalajara Copa do Mundo

25.02.76 BRASIL 2 X 1 Uruguai Montevidéu Copa do Atlântico e Rio Branco

28.04.76 BRASIL 2 X 1 Uruguai Rio de Janeiro Copa do Atlântico e Rio Branco

31.05.79 BRASIL 5 X 1 Uruguai Rio de Janeiro Amistoso

27.08.80 BRASIL 1 X 0 Uruguai Fortaleza Amistoso

10.01.81 BRASIL 1 X 2 Uruguai Montevidéu Mundialito

27.10.83 BRASIL 0 X 2 Uruguai Montevidéu Copa América

04.11.83 BRASIL 1 X 1 Uruguai Salvador Copa América

21.06.84 BRASIL 1 X 0 Uruguai Curitiba Amistoso

02.05.85 BRASIL 2 X 0 Uruguai Recife Amistoso

16.07.89 BRASIL 1 X 0 Uruguai Rio de Janeiro Copa América

11.07.91 BRASIL 1 X 1 Uruguai Viña del Mar Copa América

30.04.92 BRASIL 0 X 1 Uruguai Montevidéu Amistoso

25.11.92 BRASIL 1 X 2 Uruguai Campina Grande Amistoso

15.08.93 BRASIL 1 X 1 Uruguai Montevidéu Eliminatórias-94

10.09.93 BRASIL 2 X 0 Uruguai Rio de Janeiro Eliminatórias-94

23.07.95 BRASIL 1 X 1 Uruguai Montevidéu XXXVII Copa América

11.10.95 BRASIL 2 X 0 Uruguai Salvador Amistoso

18.07.99 BRASIL 3 X 0 Uruguai Assunção XXXIX Copa América

28.06.00 BRASIL 1 X 1 Uruguai Rio de Janeiro Eliminatórias-2002

01.07.01 BRASIL 0 X 1 Uruguai Montevidéu Eliminatórias-2002

19.11.03 BRASIL 3 X 3 Uruguai Curitiba-PR Eliminatórias-2006

21.07.04 BRASIL 1 X 1 Uruguai Lima - Peru XXXXI Copa América

30.03.05 BRASIL 1 X 1 Uruguai Montevidéu Eliminatórias-2006

10.07.07 BRASIL 2 X 2 Uruguai Maracaibo-Venezuela 42ª Copa América

21.11.07 BRASL 2 X 1 Uruguai São Paulo - SP Eliminatórias p/ Copa 2010

06.06.09 BRASL 4 X 0 Uruguai Montevidéu-Uruguai Eliminatórias p/ Copa 2010

26.06.13 BRASIL 2 X 1 Uruguai B.Horizonte-MG Copa Confederações 

 

 



Autor: CBF


Últimas