Árbitro de vídeo: como vai ser? Entenda
06/03 20:23

Árbitro de vídeo: como vai ser? Entenda

O presidente da Comissão de Arbitragem da CBF, Sérgio Corrêa, recebeu do International Football Association Board (IFAB) a primeira versão do protocolo para testes da atuação do árbitro de vídeo.

No último sábado (05), o IFAB aprovou o projeto do árbitro de vídeo, elaborado pela CBF e ampliado com a opinião de outros países. Confira alguns detalhes de aplicação da tecnologia para resolver as dúvidas em lances decisivos do futebol.

 

ÁRBITRO DE VÍDEO

 

PASSO 1

O árbitro principal (campo) faz a marcação que acredita ser a correta, mas informa ao árbitro de vídeo que deseja conferir as imagens de um determinado lance ou o árbitro de vídeo indica ao árbitro principal que a marcação deveria ser conferida.

 

PASSO 2

O árbitro de vídeo assiste ao replay e relata o que viu ao árbitro principal, que tem sempre a palavra final. Ainda haverá a definição quanto à captação das imagens. Podem ser as geradas pela TV detentora dos direitos de transmissão da competição ou por uma estrutura da própria entidade organizadora.

 

PASSO 3

Árbitro de vídeo aceita a informação do árbitro de vídeo, que está em uma cabine do estádio, para revisar ou confirmar a marcação. Outra alternativa é o árbitro assistir às imagens ao lado do assistente do árbitro de vídeo (ou quatro árbitro), na lateral do campo, e tomar a sua decisão.



Autor: CBF


Últimas