FFER manifesta apoio à assistente Márcia Bezerra
16/02 11:39

FFER manifesta apoio à assistente Márcia Bezerra

Um fato constrangedor e lamentável que aconteceu na Série A2 do Campeonato Paulista, não passou despercebido no cenário nacional a atitude machista de um jogador do Votuporanguense, no apagar dos refletores da última quinta-feira. O lateral Janilson ofendeu a assistente Márcia Bezerra Lopes Caetano com insultos condenados pelo árbitro Rodrigo Gomes Paes Domingues, durante o confronto com o Atlético Sorocaba. Márcia Bezerra, filha do árbitro Lourival Domingos o popular “Becão”, fez parte do quadro de arbitragem da Federação de Futebol do Estado de Rondônia (FFER) e se transferiu para São Paulo há 1 ano.

O presidente da FFER, Heitor Costa, afirmou que fatos como o que ocorreu com a asssistente não cabem mais no futebol que deve ser mantido com respeito. “Márcia é uma excelente profissional que chegou até o quadro de arbitragem da Fifa através do seu trabalho e dedicação”, disse.

O presidente da Comissão de Arbitragem da FFER, Leandro Bratti, também manifestou apoio à assistente revelada em Rondônia e que por muitos anos atuou nos estádios do Estado. "Uma excelente profissional que merece respeito", destacou.

A vitória do Votuporanguense por 3 a 2, em Sorocaba, ficou manchada pelos impropérios anotados na súmula. Ao ser advertido com cartão amarelo após uma falta, Janilson teria dito a Márcia: “Futebol é pra homem, não pra mulher”. O lateral foi expulso, e, irritado, voltou a ofender a assistente: “Vai pra cozinha lavar louça”.



Autor: jornalista Paulo Ricardo - assessoria FFER


Últimas