Carnaval, folia e bola rolando pelos gramados de Rondônia
07/02 13:00

Carnaval, folia e bola rolando pelos gramados de Rondônia

Axé, samba, frevo e outros ritmos estarão dentro de um só caldeirão de alegria neste feriadão de carnaval. Mas, o ingrediente principal para os amantes do futebol serão os jogos iniciais do Campeonato Rondoniense Série A, neste sábado, domingo e segunda-feira. A bola vai rolar nos gramados rondoniense com a competição que, além do título estadual, abre as portas para a Copa do Brasil (com valores de cotas de participação recheados), Copa Verde e Campeonato Brasileiro Série D – que também têm um grande apoio aos clubes participantes dado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

No ano passado, o campeonato teve a estreia do Barcelona que chegou a disputar a grande final da competição, nas deixou escapar o título para o Real Ariquemes. Na edição 2018 do Estadual, teremos a estreia do Vilhenense que, por coincidência, também é do município de Vilhena. Sendo assim, 3 clubes de Vilhena irão dividir o estádio Portal da Amazônia na briga pelo título (VEC, Barcelona e Vilhenense, na ordem de antiguidade como se diz na linguagem militar).

Falando em VEC, o veterano clube de Vilhena já disputou 8 finais de campeonatos estaduais, chegando ao título de campeão em 5 vezes e se tornando o segundo maior campeão do Estado. O último título conquistado pelo VEC foi em 2014.

Saindo de Vilhena rumo à Capital, paramos antes o município de Ji-Paraná que tantas vezes viu seu representante campeão estadual. O Ji-Paraná é o maior detentor de títulos, com 9 troféus erguido em 27 estaduais já disputados na Era Profissional. O clube vive um incomodo jejum de títulos que já dura 5 anos. Aliás,Vale ressaltar também que o Ji-Paraná tem 3 vices-campeonatos estaduais.

Continuando na estrada, chegamos até o município de Ariquemes, casa do atual campeão estadual. Trata-se do Real Ariquemes Desportivo que apresentou uma forte campanha em 2017 e disputando a grande final contra o Barcelona. O Real já estreou na atual temporada diante do Londrina/PR pela Copa do Brasil. Os torcedores de Ariquemes estão animados e prometem “entrar” em campo para ajudar o time na luta pelo bicampeonato.

Chegamos a Porto Velho, Capital do Estado. Até o ano de 2014, a Capital vivia o pesadelo de sempre fracassar na busca por título. Mas não podemos esquecer que o único título de campeão que a capital ostentava antes de 2014 era ainda do CFA em 2002. O clube nem existe mais e há anos Porto Velho amargava um jejum de título. Mas, em 2015 essa história mudou com a conquista do Genus, colocando a Capital pela segunda vez no topo. O próprio Genus já tinha fracassado outras duas vezes: em 2000 (perdeu o título para o Guajará) e em 2009 (para o VEC).

Ainda em Porto Velho temos o Rondoniense Social Clube que também levou a Capital ao topo ao conquistar o título do Estadual de 2016 de forma invicta. Coincidentemente, o Rondoniense foi campeão justamente no ano em que estreou na elite do futebol do Estado.

A viagem prossegue até o município de Guajará-Mirim e encontramos o Guajará Esporte Clube. Por muito tempo, o município ficou fora do futebol profissional. Em 2000, o clube sagrou-se campeão ao vencer naquela final o Genus. Em 1998 o Guajará encarou a primeira decisão na Era Profissional, mas perdeu o título para o Ji-Paraná. Foram anos sem que o município tivesse um representante no Estadual até que em 2015 o Guajará retomou as atividades e tem movimentado os torcedores na briga por mais um troféu de campeão.

Agora, a bola está com os jogadores e a expectativa é de uma grande disputa da principal competição promovida pela Federação de Futebol do Estado de Rondônia (FFER). O ano será de Copa do Mundo e de eleições, mas a entidade máxima do futebol rondoniense tem tudo pronto para a realização das competições programadas para este ano. Toda a equipe da FFER trabalha firmemente a cada competição realizada e todo esse trabalho é reconhecido e elogiado. É preciso ressaltar que os campeonatos promovidos pela FFER movimentam a economia formal e informal, reúne profissionais da imprensa esportiva que transmitem, narram e discutem sobre os jogos, seja pela TV,  rádio, impresso ou pelas redes sociais. Mesmo assim, ainda aparecem um ou dois com os olhos vendados insistindo em não verem todo o trabalho, mas logo são silenciados pela organização apresentada pela FFER. Enfim, um ótimo carnaval a todos e um excelente início de CAMPEONATO RONDONIENSE.

 

PAULO RICARDO - é JORNALISTA (DRT 552/RO) e BOMBEIRO CIVIL (RBC - 00197)



Autor: Jornalista Paulo Ricardo


Últimas