Campanhas na Copa do Brasil e Série D irão refletir no ranking
02/08 13:10

Campanhas na Copa do Brasil e Série D irão refletir no ranking

O tão comentado ranking dos clubes da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), divulgado todo fim de ano, ainda é um pesadelo para os clubes de Rondônia e, consequentemente, reflete diretamente na Federação de Futebol do Estado de Rondônia. Isso pelo fato da colocação da entidade depender tão somente da somatória dos pontos conquistados pelos seus clubes filiados no decorrer das competições nacionais.

Diferente dos anos anteriores, este ano Rondônia teve duas equipes disputando o Campeonato Brasileiro Série D, ou seja, Genus e Rondoniense. O mesmo Genus também disputou a Copa do Brasil, quando passou pela primeira fase ao vencer o ASA/AL e ficando na segunda fase sendo eliminado pela Ponte Preta.

Este ano, tanto Genus quanto o Rondoniense não conseguiram passar da primeira fase na Série D. Coincidentemente, as duas equipes ficaram em 3º lugar em seus respectivos grupos, com 7 pontos, cada. 

Pelo Grupo A1, o Genus disputou 6 jogos, com duas vitórias, um empate e 3 derrotas. Atlético/AC e Nacional/AM seguiram em frente na competição nacional, com 14 e 8 pontos, respectivamente. O Rondoniense fez uma campanha idêntica, com duas vitórias, um empate e 3 derrotas pelo Grupo A3 que teve São Raimundo/PA e Náutico/RR classificados para a próxima fase.

O Genus estreou este ano na Copa do Brasil, após ter conquistado o título Estadual em 2015. Na primeira fase, o time de Rondônia enfrentou o ASA/AL, conquistando um empate e uma vitória. Na segunda fase, o Genus pela frente a Ponte Preta/SP perdendo os dois jogos (3 a 0 e 1 a 0) sendo eliminado da competição.

Vale ressaltar que a somatória de pontos de todos os clubes, de cada estado, representa a pontuação da federação correspondente, ou seja, cada entidade somente poderá subir no ranking de acordo com o desempenho de seus filiados em competições nacionais.

No ano passado, o fraco desempenho do VEC no Campeonato Brasileiro Série D fez com que o time de Vilhena somasse apenas 654 pontos que, somados aos do Genus (357), Espigão (100) e Ji-Paraná (75) garantiram 1.186 pontos na somatória.



Autor: Paulo Ricardo


Últimas