Por problemas internos, Rolim desiste do Estadual
25/05 11:00

Por problemas internos, Rolim desiste do Estadual

Uma série de problemas internos entre jogadores e diretoria do clube, resultou na decisão do Rolim de Moura em jogar a toalha e solicitar seu afastamento do Campeonato Rondoniense deste ano, faltando apenas 3 rodadas para o termino do segundo turno da competição. O problema se agravou com a debandada dos jogadores, deixando o clube sem ter como entrar em campo nas próximas rodadas.

A questão financeira também pesou na decisão da diretoria do clube em abandonar o campeonato. Segundo a diretoria do Rolim, o fato se agravou com a quebra de contrato que o clube firmou com uma empresa que se comprometeu em arcar com todas as responsabilidades financeiras de contratações.  Em um dos trechos do ofício enviado à Federação de Futebol do Estado de Rondônia (FFER), o clube esclarece: “Entretanto, tal empresa não cumpriu com o pactuado, contraindo muitas dívidas na cidade e muito pior não conseguindo honrar com os compromissos firmados com os jogadores, causando assim grande dissabor para o clube, abandonando tal empresário o clube e deixando os jogadores por ele contratados à míngua”

No ofício, número 058/2006, protocolado na FFER, o presidente do Rolim de Moura, Arthur Paulo de Lima especifica o descontentamento com a falta de apoio prometido pelo Governo do Estado. Assim como as demais equipes que estão disputando o Estadual, o Rolim vivia a expectativa de um recurso financeiro prometido pelo Governo do Estado antes mesmo de ser iniciada a competição, mas que até o momento não foi cumprindo.

 

FFER HONROU COM COMPROMISSO

O presidente do Rolim de Moura ressalta o comprometimento da Federação de Futebol do Estado de Rondônia (FFER) que se esforçou ao máximo não apenas com o Rolim de Moura, como também com os demais clubes na questão de garantir total apoio, seja com anistia de transferências, pagamento de arbitragem, recadastramento, além de outras taxas, ou seja, a entidade cumpriu com o que anunciou desde novembro do ano passado, quando foi realizado o Congresso Técnico do Estadual, com a presença dos dirigentes dos clubes.

O Departamento de Competições da FFER lamenta os problemas internos que culminaram com a desistência do Rolim de Moura, faltando apenas 3 rodadas para o fim do returno. Foram várias as transferências anistiadas pela entidade para que o Rolim de Moura pudesse montar a equipe para o Estadual. A parte administrativa é única e exclusiva do clube que responde pela sua razão social, inclusive com a questão das rescisões com os jogadores. O próprio presidente do Rolim de Moura reconheceu todo o trabalho e esforço desempenhados pela Federação, destacando que a entidade em momento algum deixou seus filiados desassistidos.

 




Autor: Paulo Ricardo


Últimas