Capacidade do Aluizão será respeitada atendendo determinações
04/05 17:00

Capacidade do Aluizão será respeitada atendendo determinações

As determinações da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros e da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) quanto à capacidade máxima do estádio Aluízio Ferreira (pouco mais de 4 mil lugares) serão respeitadas pela Federação de Futebol do Estado de Rondônia (FFER), visando salvaguardar a integridade tanto dos torcedores quanto dos jogadores das equipes do Genus e Ponte Preta, que se enfrentam nesta quinta-feira, pela segunda fase da Copa do Brasil.

A medida atende ao que determina as exigências dos órgãos de segurança. O fato é que a procura de ingresso cresceu assustadoramente, já ultrapassando o limite de capacidade do estádio pertencente ao governo do Estado.

A discussão de um novo estádio moderno para Porto Velho não é novidade. Há anos, o presidente da Federação de Futebol, Heitor Costa, levantou a bandeira de que a Capital precisa de um novo estádio capaz de receber grandes jogos e grandes equipes do país. “Infelizmente, temos que fazer cumprir as exigências da PM e Corpo de Bombeiros quanto à capacidade do estádio. A procura por ingressos para o jogo entre Genus e Ponte Preta superou as expectativas. Não temos dúvidas de que mais de 10 mil pessoas estariam no estádio, caso tivesse capacidade maior”, ressaltou.

Sem um estádio moderno, a cidade de Porto Velho tem ficado atrasada no quesito grandes jogos, ao contrário do que vem ocorrendo em Manaus que tem recebido clássicos cariocas e vai sediar jogos das Olimpíadas deste ano. 



Autor: paulo ricardo


Últimas