Willian e D. Costa: como nos tempos do ponta

Willian e D. Costa: como nos tempos do ponta

Parecia aqueles tempos do bota ponta! Claro que Dunga não escalou Willian e Douglas Costa para ficarem fixos nos lados do campo - ao contrário, pelas suas características, eles se movimentam incessantemente e confundem a marcação adversária.

Mas Willian, no primeiro tempo, e Douglas Costa no segundo, reviveram em muitos lances o tradicional ponta-direita, aquele que costumava usar a camisa 7. Willian ousou nos dribles, superando os marcadores, às vezes em fila, para desenhar o caminho do gol com cruzamentos da linha de fundo – foi dessa maneira, que Douglas Costa aproveitou para fazer 1 a 0.

No segundo tempo, os dois trocaram de lado. Douglas Costa, que coincidentemente veste a camisa 7, fez às vezes do ponta-direita que chegava com frequência à linha de fundo. Em um desses lances, ele fez o cruzamento – na verdade, um passe, perfeito – para Renato Augusto marcar seu primeiro gol com a camisa amarela mais famosa do mundo.

Os dois jogadores foram substituídos – extenuados de tanto correr – e foram recompensados com o aplauso do torcedor que lotou a Arena Fonte Nova.



Autor: CBF