Relembre o último duelo entre Brasil x Argentina

Relembre o último duelo entre Brasil x Argentina

O clássico entre Brasil e Argentina é considerado por muitos como o maior do futebol sul-americano. O último confronto entre os dois, no entanto, aconteceu na China. E deu Brasil. Com dois gols do atacante Diego Tardelli, a Seleção Brasileira derrotou os argentinos no Ninho do Pássaro, em Pequim, capital chinesa. A partida era válida pelo Superclássico das Américas, torneio amistoso que o Brasil vencera duas vezes consecutivas anteriormente. E foi na China que o Brasil fez a trinca contra os 'hermanos'.

As duas equipes estavam completas. De um lado, Neymar, Oscar, David Luiz e cia. Do outro, Angel Di María, Sergio Aguero e Lionel Messi, segundo colocado no Bola de Ouro no ano anterior. Não havia dúvida de que o Brasil tinha um grande desafio pela frente, mas a Seleção deu conta do recado.

O Brasil abriu o placar aos 27 minutos do primeiro tempo. Após lançamento de Oscar, a defesa da Argentina se atrapalhou e Diego Tardelli emendou de primeira, para o fundo da rede do goleiro Sergio Romero. A Seleção quase ampliou momentos depois, em grande jogada individual de Neymar. Aos 39 minutos, porém, a Argentina chegou com perigo. Em ataque pela esquerda, Di Maria caiu após contato com Danilo e o juiz assinalou pênalti.

A cobrança não poderia ser de outra pessoa. Lionel Messi, rapidamente, se preparou para bater. O camisa 10 argentino só não contava com a intervenção do goleiro Jefferson, que voou em seu canto direito para defender a finalização.

O futebol não costuma perdoar esse tipo de oportunidade desperdiçada, e Tardelli puniu os argentinos com mais um gol na segunda etapa. Quando o relógio apontava 18 minutos de partida no segundo tempo, o atacante brasileiro desviou cobrança de escanteio de Oscar para ampliar a vantagem da Seleção. Mais tranquila no jogo, a Seleção até tentou fazer o terceiro, mas acabou com a vitória por 2 a 0.

Comandado pelo técnico Dunga, o Brasil entrou em campo na partida com: Jefferson, Danilo, Miranda, David Luiz (Gil) e Filipe Luís; Luiz Gustavo, Elias e Oscar; Willian, Diego Tardelli (Kaká) e Neymar (Robinho). O técnico Gerardo Martino, por sua vez, conduziu a Argentina com: Romero; Zabaleta, Fernández, Demichelis e Rojo; Pereyra (Pérez), Mascherano, Lamela (Pastore) e Dí Maria; Messi e Aguero (Híguain).

CBF


Autor: Postado por Paulo Ricardo