Dunga brinca: "Por que não faz comigo?"

Dunga brinca: "Por que não faz comigo?"

Neymar está acima de Messi e Cristiano Ronaldo em 2015, na visão do técnico Dunga. O craque voltará para a Seleção com moral, por conta do golaço marcado na vitória do Barcelona, por 3 a 0, sobre o Villarreal – ele marcou duas vezes no jogo. Antes, cumpriu suspensão recebida ainda na Copa América.

O golaço do craque do Barça gerou uma pergunta em tom de brincadeira por parte do treinador da Seleção, na véspera do clássico com a Argentina, nesta quinta-feira, às 20h (de Rondônia), no Monumental de Nuñez, pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2018.

– Pensei: por que ele não faz comigo? (risos). Essas coisas tornam o futebol bonito. Foi um gol plástico. Mas como diria o Dadá: gol é gol. Isso é o mais importante. Se for bonito, melhor ainda – afirmou, na última resposta da entrevista coletiva de quarta-feira, na Arena Corinthians.

Dunga explicou a preferência por Neymar a Messi e Cristiano Ronaldo na temporada fazendo comparação aos números dos três na temporada.
– Por números e estatísticas, o Neymar está demonstrando um aproveitamento superior. O Messi se machucou recentemente, o Cristiano Ronaldo tem cobrança para repetir agora o que fez no ano passado, e o Neymar vem em crescimento constante no Barcelona. Ele tem correspondido à expectativa sem o Messi no Barcelona e vive um bom momento – disse Dunga, que tratou como "especulação" uma pergunta sobre ter seu cargo ameaçado.

O treinador descartou favoritismo brasileiro por conta dos desfalques do próprio Messi, além de Tevez e Aguero na Argentina, e projetou mais dificuldade ao Brasil justamente por isso.
– É clássico. Não tem favorito. O time se supera nas dificuldades. Na teoria, sim, estamos em um bom momento, crescendo, e eles caindo de produção. Mas é clássico e tudo pode acontecer – disse.
Como esperado, o comandante da Seleção não confirmou o time titular, apesar de ter a definição na cabeça. Alisson, titular na vitória por 3 a 1 sobre a Venezuela, e Jefferson, que atuou na derrota por 2 a 0 para o Chile, são os favoritos no gol. Cássio é a outra opção. Na frente, a dúvida é sobre quem perde a vaga para a volta de Neymar. Douglas Costa e Willian, inicialmente, são favoritos para continuar, enquanto Oscar ou Ricardo Oliveira podem perder lugar.

Depois do clássico com a Argentina, o Brasil enfrentará a seleção do Peru, na próxima terça-feira (17), às 22h (de Brasília), na Arena Fonte Nova, em Salvador. Os ingressos para o jogo estão esgotados. O time de Dunga é o quinto colocado, com três pontos, na tabela das eliminatórias para a Copa do Mundo da Rússia, em 2018.

Globo.com



Autor: Postado por Paulo Ricardo