Heitor acompanha inspeção da FIFA e CBF à área do CT

Heitor acompanha inspeção da FIFA e CBF à área do CT

O Serviço de terraplenagem da área destinada para a construção do Centro de Treinamento do Legado FIFA, em Porto Velho, começa a ser executado e, posteriormente terá o início à obra de dois campos oficiais, alojamentos, arquibancada, academia e refeitório com previsão de 8 meses para a conclusão. Na manhã de sexta-feira, uma comitiva formada por membros da FIFA e da CBF esteve vistoriando o terreno, acompanhada pelo presidente da Federação de Futebol do Estado de Rondônia (FFER), Heitor Costa. O terreno fica localizado em frente à Universidade Federal de Rondônia (UNIR).





Formada pelo representante da FIFA no Brasil, Eric Lovey, do consultor técnico da CBF, Rodrigo Zanin e pelo gerente do legado, Thiago Jannuzzi, a comitiva conheceu toda área destinada para a implantação do 2º Centro de Treinamento dos 15 que serão construídos no Brasil, através do projeto do Fundo Legado da Copa do Mundo, onde os quinze Estados que não sediaram jogos do Mundial serão beneficiados.

Segundo destacado pelo presidente Heitor Costa, projeto é voltado para crianças e adolescentes e prevê a construção de 2 campos oficiais de futebol, numa área de 40 mil metros quadrados. No Brasil, a CBF e as federações serão responsáveis pelas obras e também pela emissão de relatórios à entidade.

Heitor ressalta que o centro de treinamento será voltado para a inclusão social de crianças e adolescentes por meio do esporte. “Tão logo seja concluído o CT, a Federação vai buscar parcerias com o Governo e Prefeitura para que o projeto tenha um maior crescimento. Cabe ressaltar que o projeto tem o objetivo de revelar e preparar os novos valores do futebol rondoniense e, quem sabe, daqui sair um jogador para a seleção brasileira”, enfatizou.

A pedra fundamental deve ser instalada entre os dias 15 e 20 de novembro, conforme prevê Heitor Costa que acredita na vinda do presidente da CBF, Marco Polo Del Nero na cerimônia de lançamento.






















Autor: Jornalista Paulo Ricardo - assessor FFER