FFER modernizada: 71 anos; 25 Estaduais na Era Profissional

FFER modernizada: 71 anos; 25 Estaduais na Era Profissional

Hoje, 29 de outubro, a Federação de Futebol do Estado de Rondônia (FFER) está em festa pelos seus 71 anos de fundação trazendo um histórico de conquistas e evolução do futebol rondoniense. Ao longo desses anos, a entidade ganhou forças, principalmente a partir da implantação da Era Profissional abrindo as portas para competições em nível nacional, promovidas pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), como Campeonato Brasileiro Série D, Copa do Brasil, Copa Verde, bem como outras que envolvem as categorias de base. Mas, antes, a FFER passou por mudanças e adquiriu respeito com a construção de sua sede própria cujo projeto começou a sair desde o chão e hoje caminha lado a lado com a modernização.

Para o presidente da entidade máxima do futebol rondoniense, Heitor Costa, é preciso fazer uma reflexão do passado para se entender todo o planejamento que resultou na profissionalização do futebol, na modernização das dependências da entidade, hoje toda informatizada e que, segundo o dirigente, não deixa a desejar em nenhum aspecto em relação às demais federações do país.

A FFER foi fundada em 29 de outubro de 1944 por iniciativa do jornalista Ocian da Silveira Pinto. Até o ano de 1990 os campeonatos eram amadores e durante esse período, a Federação só deixou de realizar o campeonato de 1988, por ter passado por momentos de crise que resultaram na intervenção da CBF que se resolveu no dia 20 de abril de 1989, com a eleição do então deputado estadual Heitor Costa, que assumiu a entidade com a missão de modernizar o futebol.

"Nossa história é de luta e temos a certeza de que evoluímos o nosso futebol. Parabéns a todos os clubes e ligas filiados, aos que hoje não estão mais em atividade, mas deram sua contribuição para o crescimento do nosso futebol, aos nossos parceiros que acreditam nesse trabalho, aos funcionários e amigos que ainda carregam essa bandeira chamada FFER", disse Heitor.

Heitor faz uma breve explanação sobre como era a FFER, quando ainda ocupada uma sala embaixo das arquibancadas do estádio Aluizão. Ela também destaca a perseverança de todos e lembra-se do primeiro tijolo sentado para a construção da atual sede. "Temos um passado de história. Pegamos uma federação que vinha enfrentando crise e procuramos restabelecer a harmonia e, inclusive, colocar o futebol do nosso Estado no cenário nacional. Por isso foi importante a profissionalização do futebol", disse Heitor.

Atualmente, o calendário do futebol rondoniense traz todos os anos importantes competições gerando centenas de empregos diretos e indiretos que abrangem atletas profissionais em seus clubes de origem.

TÚNEL DO TEMPO: O início de muito trabalho em busca de sede própria...













Autor: jornalista Paulo Ricardo - assessor FFER