Presidente Marco Polo se reúne com comissões técnicas

Presidente Marco Polo se reúne com comissões técnicas

Aproveitando que agosto é um mês sem competições oficiais, nem datas FIFA para nenhuma categoria, a CBF tem realizado uma série de reuniões entre as comissões técnicas da Seleção Brasileira, da Sub-15 à Principal. Na quarta-feira, foi a vez da equipe do Departamento de Seleções se encontrar com o presidente Marco Polo Del Nero. Presente à reunião, o observador técnico da CBF, o rondoniense Bruno Costa, destacou todo o trabalho que vem sendo desenvolvido pela entidade máxima do futebol brasileiro.

Na sede da entidade, o presidente ouviu de sua equipe algumas considerações sobre temas como captação de jogadores, perfil técnico e mental dos atletas esperados na Seleção, ferramentas utilizadas pelo departamento, estilo de jogo das equipes e expectativas para os próximos compromissos de cada equipe.

O termo integração se torna ainda mais correto quando se observa quem estava presente no encontro. De coordenadores, os três da CBF estavam presentes: Gilmar Rinaldi (Seleções), Marco Aurélio Cunha (Seleção Feminina) e Erasmo Damiani (Categorias de Base). Na parte técnica estavam dois auxiliares e mais quatro técnicos: Andrey Lopes (auxiliar da Principal), André Luis Ferreira (auxiliar da Sub-20), Dunga (Principal), Rogério Micale (Sub-20), Carlos Amadeu (Sub-17) e Guilherme Dalla Déa (Sub-15).

Da parte administrativa, também participaram da reunião os dois administradores e os dois supervisores da base: Gustavo Cupertino (administrador da Sub-20), Hamilton Correia (administrador da Sub-17), Pedro Moreira (supervisor da Sub-20) e Raul Fachini (supervisor da Sub-17).

Para completar o time, os observadores técnicos da CBF, que trabalham de olho em jogadores para todas as categorias, também marcaram presença. Paulo Xavier, coordenador de captação, foi quem explicou os detalhes sobre a área de atuação da equipe e como ela pode contribuir para as Seleções. Bruno Costa, Sandro Orlandelli, Rodrigo Lameira, Thomaz Araújo e Rodrigo de Carvalho são os outros cinco observadores.



Autor: cbf