CBF cria departamento social

CBF cria departamento social

A CBF terá um departamento exclusivo para fomentar ações sociais por meio do esporte. A iniciativa inédita envolverá várias diretorias da CBF para promover atividades de inclusão por meio do futebol, da Seleção Brasileira e de jogadores e treinadores do país.
O primeiro passo efetivo do projeto já foi dado. A comunidade Curral das Éguas, em Realengo, no Rio de Janeiro, será a primeira beneficiada com o programa CBF Social, que tem como objetivo a utilização do futebol para melhorar a vida das regiões mais carentes e das pessoas que vivem na periferia das grandes cidades.

– Uma das principais missões que o presidente Marco Polo me deu foi tirar este projeto do papel. O futebol não é apenas o jogo em campo, mas um agente de transformação social. É mais do que vemos. É um meio pelo qual podemos combater as drogas, ensinar novos ofícios e transmitir conhecimento – explicou o secretário-geral da CBF, Walter Feldman.

Na quarta-feira (24), houve a primeira visita de dirigentes da CBF ao local. Feldman e o diretor de Patrimônio e Legado da CBF, Oswaldo Gentille, conversaram com os líderes da comunidade:
– A receptividade foi excelente. A intenção não é fazer um projeto pontual, mas com continuidade, algo que possa servir como um legado – disse o secretário-geral.
No projeto do Curral das Éguas, a entidade fará uma parceria com as secretarias de Educação do Estado e do Município do Rio de Janeiro e com a Secretaria Executiva de Coordenação do Governo. O local escolhido para a ação, que ocorrerá no início de agosto, será o Centro Integrado de Educação Públicas (CIEP) da comunidade.

Palestras com crianças, atividades esportivas coordenadas com professores de educação física, mutirão para emissão de documentos e iniciativas de combate a doenças estão entre as ideias da CBF Social para o Curral das Éguas.
O objetivo de médio prazo é levar a CBF Social para municípios dos estados que não serão contemplados com os recursos do Legado da Copa do Mundo da FIFA 2014.



Autor: Assessor de Imprensa: PAULO RICARDO