Comissão de Arbitragem inicia cruzada pela disciplina em campo

Comissão de Arbitragem inicia cruzada pela disciplina em campo

O presidente da Comissão Nacional de Arbitragem da CBF (Conaf), Sérgio Corrêa, lidera uma corrente pelo combate à indisciplina durante as partidas de futebol. Atendendo à determinação do presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, ele iniciou uma batalha contra as reclamações de jogadores e integrantes da comissão técnica em campo.
Este ano, a CBF intensificou o trabalho para aumentar a disciplina no campo de jogo. As medidas começam a surtir efeito, como destacam os especialistas e veículos de imprensa.
A Comissão de Arbitragem enviou dois documentos sobre o tema, no último dia 22, aos árbitros, assessores e clubes que atuam nas competições organizadas pela CBF.
O ofício Nº 026 trata do “respeito aos árbitros, jogadores, integrantes de comissões e, principalmente, torcedores”. Determina que todos os árbitros não devem tolerar desrespeito e atos de indisciplina de qualquer natureza.
De acordo com a orientação, as recorrentes e acintosas reclamações, individuais ou em grupo de jogadores, contra as decisões do árbitro e de qualquer oficial da arbitragem, tanto durante como após o encerramento das partidas, exigem adoção de medida disciplinar adequada, pois as regras do jogo o permitem e exigem.
A Conaf explica que os árbitros que não atuarem de acordo com as regras e permitirem transgressões dessa natureza serão afastados das partidas, pois “o futebol não pode ser vítima de árbitros fracos ou jogadores, treinadores e dirigentes indisciplinados, cujas condutas inflamem torcedores nas arquibancadas”. Para Sérgio Corrêa, o comportamento indisciplinado de verdadeiros ídolos do esporte contribui para que jovens adquiram hábitos desrespeitosos contra autoridades de qualquer natureza.
O novo pacote de determinações é resultado de uma série de encontros e debates da Escola Nacional de Arbitragem (Enaf), que se desenrolaram de dezembro de 2014 a março deste ano. A valorização da disciplina em campo não é privilégio do futebol brasileiro, tanto que a UEFA adotou, recentemente, postura semelhante. No ofício circular Nº 08, a Conaf oferece aos clubes o serviço de orientação in loco.
– Disponibilizamos, por meio da Enaf, instrutores de arbitragem para os clubes. Os interessados podem contar conosco para palestras e reuniões com os jogadores, treinadores e outros integrantes da comissão técnica envolvidos em uma partida de futebol.



Autor: Assessor de Imprensa: PAULO RICARDO