Vadão: "É uma honra poder trabalhar com as meninas da Seleção Brasileira"

Vadão: "É uma honra poder trabalhar com as meninas da Seleção Brasileira"

Vadão trabalhou mais de 20 anos como treinador no futebol masculino. Em abril de 2014, assumiu o comando da Seleção Brasileira Feminina. Um desafio dentro e fora de campo, segundo o próprio técnico.

- O futebol feminino é totalmente diferente do masculino. Desde que cheguei à Seleção, procurei conhecer cada jogadora e descobri verdadeiras guerreiras, capazes de superar as dificuldades pelas quais passaram..

À frente da equipe, Vadão foi campeão sul-americano e conquistou as vagas para a Copa do Mundo do Canadá e dos Jogos Pan-Americanos de Toronto. Mais do que isso, o treinador e sua comissão técnica conseguiram, com a chancela da presidência da CBF, montar a seleção permanente, o que dará ao Brasil a grande oportunidade de conseguir títulos inéditos - mundial e medalha de ouro olímpica em 2016.

A maneira como as jogadoras se comportam nos treinamentos, sabendo das suas deficiências e buscando sempre melhorar e aprimorar no aspecto técnico, chama a atenção do treinador.

- O jogador brasileiro, às vezes, é muito autossuficiente, enquanto as meninas sabem de suas dificuldades táticas e por isso são muito concentradas nos treinamentos. Elas sabem que precisam e são muito determinadas em evoluir.

Neste Dia Internacional da Mulher, a Confederação Brasileira de Futebol quer homenagear, através das jogadoras da Seleção Brasileira Feminina, todas as meninas que jogam futebol em todos os cantos do Brasil.

Fonte: cbf.com.br


Autor: Assessor de Imprensa