A expectativa das federações para a Copa Verde 2015

A expectativa das federações para a Copa Verde 2015

A Copa Verde 2015 já tem data para começar. No dia 8 de fevereiro, os 16 clubes de 11 federações entrarão em campo para buscar o título e a vaga para a Copa Sul-Americana de 2016. Por ser um campeonato a nível nacional que garante vaga para uma disputa internacional, os presidentes das federações estão ansiosos para ver a bola rolar.

O presidente da Federação de Futebol do Estado de Rondônia, Heitor Costa, parabenizou a CBF pela criação em 2014 e pelo incentivo à Copa Verde. “A Copa Verde beneficia a muitos clubes e colabora muito para o crescimento do futebol nas regiões. Quero parabenizar mais uma vez os presidentes Marin e Marco Polo pela iniciativa”.

Em 2014, o campeão da Copa Verde foi o Brasília e o presidente da Federação Brasiliense de Futebol, Jozafá Dantas, disse que a federação vai em busca do bicampeonato, seja com o atual vencedor ou com o Luiziânia. “Na decisão contra o Paysandu, colocamos mais de 50 mil torcedores no Mané Garrincha e esperamos repetir este público em mais uma final”.

O presidente da Federação Paraense de Futebol, Antônio Nunes, exaltou os clubes que representarão o estado do Pará: Remo e Paysandu, presentes na edição de 2014. “O Remo e o Paysandu fizeram um ótimo trabalho no ano passado e este ano contam com o apoio da torcida para lotar o Mangueirão”.

Romeu Castro, vice-presidente da Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul, ressaltou a importância de uma disputa de âmbito nacional. “A Copa Verde é uma oportunidade de inserirmos nossos equipes no cenário nacional do futebol”.

O presidente eleito da Federação de Futebol do Espírito Santo, Gustavo Vieira, falou sobre o fortalecimento do futebol local com o intercâmbio com equipes de diferentes estados. “Jogar com equipes de outros estados promove uma interação entre os clubes e uma grande melhoria e evolução para todos. Fico muito honrado em representar o futebol do Espírito Santo neste evento”.

Roberto Góes, presidente da Federação Amapaense de Futebol, sabe que seu filiado, o Santos, não terá jogo fácil. Logo na estreia enfrentará o Paysandu, finalista em 2014. “Não será um confronto fácil entre Santos e Paysandu, mas o time amapaense está se preparando para conquistar a classificação à segunda fase”.

Leomar Quintanilha, presidente da Federação Tocantinense de Futebol, prevê melhoria e evolução na Copa Verde 2015. “Será uma grande competição. Em 2014, foi um sucesso de público com ótimos jogos e este ano a tendência é melhorar ainda mais”.



Autor: CBF