Sub-16 é chance para descobrir talentos, diz Heitor Costa

Sub-16 é chance para descobrir talentos, diz Heitor Costa

A FFER (Federação de Futebol do Estado de Rondônia) abriu na última quarta-feira (27) as inscrições para a disputa do Campeonato Rondoniense Sub-16, que iniciará no próximo dia 28 de setembro.

De acordo com o presidente da FFER, Heitor Costa, a competição busca ‘garimpar’ novos jogadores para o futebol rondoniense. “Podem participar da competição os clubes profissionais e os amadores regularizados junto à federação. Dessa forma, queremos descobrir novos talentos e estamos com algumas exigências para valorizar os atletas nascidos no estado de Rondônia”, frisou o dirigente.

Heitor ressaltou que posturas adotadas em competições anteriores pelas diretorias do Espigão e do Ji-Paraná fizeram com que à FFER restringisse a contratação de jogadores de fora do estado para a competição.

“Tivemos exemplos em outros anos de equipes que trouxeram vários jogadores de outros estados para a disputa da competição, fazendo com que o atleta local não tivesse muita oportunidade. Temos que valorizar os jovens jogadores do nosso estado, por isso eles terão que comprovar residência de pelo menos um ano no estado”, afirmou.

O dirigente ainda lembrou que à FFER sempre foi cobrada em anos anteriores sobre a promoção de campeonatos. “Sempre fomos cobrados e hoje temos um calendário cheio repleto de competições para nossos filiados”, destacou. Até o momento já foram realizados o Campeonato Rondoniense – 1ª Divisão e o Campeonato Rondoniense Sub-20. As próximas competições da entidade são: Campeonato Rondoniense Sub-16 e o Campeonato Rondoniense Feminino.


O presidente da FFER destacou não tem medido esforços para ofertar o maior número de competições aos clubes do Estado de Rondônia. Heitor Costa acrescentou que todos os esforços estão sendo realizados para que o estado de Rondônia seja representado em várias competições a nível nacional. “Infelizmente alguns dirigentes ainda não estão preparados. Hoje é bem mais fácil de disputar competições nacionais do que antigamente. Um exemplo foi a Copa Norte Sub-20. Precisavam apenas chegar em Belém, que toda logística estava preparada, mas infelizmente o VEC desistiu e ficamos novamente sem representante no torneio que dá vaga à Copa do Brasil Sub-20. Em outras competições como o caso da Série D, Copa Verde e Copa do Brasil, o único trabalho é formar uma equipe competitiva”, finalizou.


Autor: Fonte/Foto: Futebol do Norte e Alexandre Almeida