CBF formará equipes especiais de arbitragem após a Copa

CBF formará equipes especiais de arbitragem após a Copa

A Comissão de Arbitragem da CBF dá mais um passo em prol do desenvolvimento da arbitragem no Brasil. Seguindo os moldes da FIFA, a CA-CBF instituirá equipes fixas de arbitragem, ou seja, cada árbitro terá assistentes titulares e suplentes fixos, em geral da mesma federação, para todos os jogos que participar, exatamente como funciona na Copa do Mundo.

Na Série A, as equipes de arbitragem também poderão contar com dois árbitros adicionais fixos. Também serão designados delegados especiais e tutores (árbitros promissores). Além disso, será adotado regularmente a concentração das equipes de arbitragens antes dos jogos.

O objetivo da mudança visa ao desenvolvimento do trabalho em equipe e entrosamento dos árbitros envolvidos. Os instrutores da Escola Nacional de Arbitragem de Futebol participarão ativamente dos treinamentos destas equipes especiais, que serão formadas de acordo com a Comissão de Arbitragem da CBF.

Além disso, nos jogos das competições nacionais após a Copa do Mundo, a CA-CBF buscará árbitros que venham se destacando e que tenham possibilidade de promoções de séries para apitar em jogos importantes.

Nas demais séries, o critério também será observado, dependendo da logística. O constante processo de renovação será mantido para as futuras promoções e, na Série D, serão utilizados, preferencialmente, árbitros jovens, de 23 a 33 anos.

Em agosto deste ano, a CA-CBF, mais uma vez, dará apoio à FIFA na organização do Curso Futuro III: treinamento para árbitros FIFA, especiais, aspirantes e alguns promissores.

Tal medida será observada e a Comissão, por intermédio de seus delegados, tutores, assessores e instrutores acompanhará e buscará os árbitros de qualidade, independentemente do estado e formação das equipes especiais.


Autor: cbf