Final teve arbitragem reconhecida; dirigentes destacaram trabalho

Final teve arbitragem reconhecida; dirigentes destacaram trabalho

Como não poderia ser diferente, o duelo entre VEC e Ariquemes tinha todos os ingredientes para ser um jogo de grande pressão por ambos os lados. A rivalidade que cresce entre as equipes, a disputa pelo título do Campeonato Rondoniense Chevrolet acirravam ainda mais do confronto, fato que exigiu da arbitragem total experiência e controle para que o jogo não ficasse tumultuado.

A missão ficou nas mãos do árbitro Arnoldo Figarela (CBF2) auxiliado por Márcia Caetano (Esp-1), Reginaldo Alves (FFER), e ainda com participação do quatro e quinto árbitros Paulo Pereira (FFER) e Valdebranio da Silva (CBF-1), respectivamente.

O árbitro e seus assistentes tiveram atuação no jogo da grande final do Campeonato Rondoniense. Em partida complicada, muito rápida e com muitas faltas, o árbitro e seus auxiliares conseguiram bom desempenho.

A atuação da arbitragem foi, inclusive destacada por dirigentes de ambas as equipes que elogiaram o desempenho de cada um.

Membros da imprensa destacaram o trabalho da arbitragem que acertou nos lances polêmicos, como o gol do VEC em que alguns torcedores pediram impedimento do jogador Edilsinho (VEC), mas as dúvidas foram sanadas após analises das imagens.






Autor: assessoria: paulo ricardo