VEC pode enfrentar gigantes de SP ou RJ; o pesadelo do estádio continua

VEC pode enfrentar gigantes de SP ou RJ; o pesadelo do estádio continua

O VEC conhecerá nesta sexta-feira o adversário na Copa do Brasil. A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) fará o sorteio, mas o representante de Rondônia já tem uma certeza: o adversário sairá do Grupo A, composto por gigantes do Rio de Janeiro e São Paulo, como Corinthinas, Vasco, Fluminense, São Paulo, Santos, Palmeiras, além de Coritiba, Goiás, Internacional e Vitória. O Fato é que os adversários desse grupo sairão do Grupo E que tem Horizonte (CE), Remo (PA), Mixto (MT), CSA (AL), Botafogo (PB), J.Malucelli (PR), Cene (MS) VEC (RO), Bahia de Feira (BA) e Resente (RJ).

O sorteio para a definição dos confrontos da primeira fase da Copa do Brasil 2014 - a competição mais democrática do país, em que participam 80 clubes de todos os estados - será realizado nesta sexta-feira, às 8 horas, no Hotel Windsor, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.
O sorteio inédito da primeira fase terá os seguintes critérios:

1. Os 80 clubes participantes serão divididos em oito grupos de 10 clubes cada, identificados de A a H;
2. Os clubes serão distribuídos em cada grupo em função da sua posição no Ranking Nacional de Clubes (RNC) da CBF;
3. Os primeiros dez clubes do RNC farão parte do grupo A, os dez seguintes do grupo B, os próximos dez do grupo C, e assim sucessivamente;
4. Os confrontos serão entre clubes dos grupos: A x E, B x F, C x G e D x H;
5. Para cada clube do grupo A será sorteado um adversário dentre os clubes do grupo E, e assim por diante;
6. O sorteio também indicará a posição de cada confronto para efeito do desdobramento das fases da competição (chaveamento).

Antes mesmo de iniciar o sorteio, o VEC conheceu seu pior adversário que também vem sendo o pesadelo para os clubes de Rondônia: a falta de um estádio moderno. Os critérios apresentados pela CBF para a disputa da Copa do Brasil podem levar o time de Rondônia a ter que jogar em outro estado.

A falta de um estádio moderno em Rondônia há anos se tornou o “calcanhar de Aquiles” do futebol rondoniense. O próprio Genus é um grande conhecedor desse pesadelo. Sem o estádio Aluízio Ferreira (pertencente ao Governo estadual), o time de Porto Velho teve que mandar seus jogos em Ariquemes no campeonato estadual do ano passado.

Segundo documento enviado pela CBF às federações, devem ser observadas as seguintes recomendações quando aos estádios:
1. Os jogos envolvendo os clubes dos grupos A e B serão os de principal interesse das emissoras de TV detentoras dos direitos de transmissão; como é de praxe nessas transmissões, as emissoras requerem em nome da qualidade da transmissão, estádios com condições mínimas de cabines, posição e altura de câmeras fixas, iluminação do gramado, e logística para a transmissão e para a equipe da TV. Dessa forma, os estádios que não atenderem à tais condições não poderão sediar tais jogos. Nessa hipótese os jogos deverão ser remanejados para estádios que atendam aos requisitos.
2. Todos os estádios deverão ter iluminação para jogos noturnos.
3. Todos os estádios deverão estar com os laudos técnicos exigidos por lei atualizados.
4. Todos os estádios ainda não utilizados em competições nacionais deverão ser inspecionados pela CBF, através da sua Comissão Nacional de Inspeção de Estádios.

Confira os Grupos A e E: AD significa Estádio a definir










Autor: assessoria: paulo ricardo e CBF