Ji-Paraná vence e leva vantagem para segundo jogo da semi

Ji-Paraná vence e leva vantagem para segundo jogo da semi

O Ji-Paraná largou na frente no primeiro jogo da semifinal do Campeonato Rondoniense Sub-20. O Galo da BR venceu na noite deste sábado o Espigão por 4 a 3, no estádio Luizinho Turatti, em Espigão do Oeste.
Com a bola rolando, o Espigão passou a exercer forte pressão sobre os visitantes que se defendiam da forma como podiam. E aos 11 minutos, Sandrinho abriu o placar para o Azulão.
Após o gol, o Ji-Paraná saiu para o jogo e conseguiu chegar a igualdade seis minutos mais tarde. Márcio recebeu dentro da área e bateu sem chance para o goleiro Mateus.
Depois do gol, o Espigão cochilou em campo. E aos 19’, novamente Márcio balançou as redes do goleiro espigoense, fazendo 2 a 1 para o Ji-Paraná.
Aos 23’, o Espigão conseguiu chegar a igualdade. Nivaldo cobrou escanteio e Boca subiu para marcar de cabeça no canto, deixando tudo igual.
Aos 39’, nome do jogo, atacante Márcio, roubou a bola e rolou na medida para o atacante Jailson que finalizou cruzado para marcar o terceiro do Ji-Paraná. Logo em seguida, o Espigão foi buscar o resultado. Em cobrança de penalidade, o lateral Boka bateu e deixou tudo igual.
Para a segunda etapa, as duas equipes retornaram a campo com a mesma animação da etapa inicial. Aos 19’, após levantamento na área, Giovane cabeceou para marcar o quarto do Ji-Paraná.
Aos 39’, o Espigão teve a chance de chegar novamente a igualdade. O zagueiro Miranda foi para a cobrança, mas o goleiro Daniel espalmou. No rebote, a bola explodiu na zaga, saindo para escanteio.
No final, o Espigão pressionou bastante, porém não conseguiu oferecer perigo ao goleiro Daniel. Já o Ji-Paraná se segurou como pôde e garantiu um importante resultado fora de casa.
Com o resultado, o Ji-Paraná precisa de um simples empate no próximo sábado para avançar à decisão do Estadual Sub-20. Já o Espigão precisa vencer por mais de um gol para chegar à final. Vitória por um gol do Azulão levará a partida para a cobrança de penalidades.



Autor: Assessoria FFER