STJD: Desespero pode render punições para o Remo

STJD: Desespero pode render punições para o Remo

A procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) denunciou o Remo na segunda-feira, dia 8. De acordo com o documento, assinado pelo procurador Alessandro Kioshi, o clube paraense viola o artigo 231 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) ao tentar se beneficiar de medidas obtidas por meio de terceiros, já que o Leão é o principal favorecido na ação impetrada no Poder Judiciário pelo torcedor Wendell Figueiredo, a qual pede a inclusão do time na Série D do Campeonato Brasileiro.
A tentativa desesperada do Remo em entrar pelas portas dos fundos no Campeonato Brasileiro Série D está deixando o time paraense em total estado de ridículo e fugindo totalmente das tradições do futebol paraense. Com a atitude, o Remo está andando na contramão do profissionalismo, inclusive, quando tenta tomar de forma ilegal a vaga pertencente a Rondônia e, ocupada pelo Genus.
Segundo Kioshi, a equipe paraense já causou transtorno em pelo menos cinco entidades desportivas, as quais ele cita as Federações de Futebol do Amazonas e Rondônia, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o Sport Club Genus e o Nacional Futebol Club. De acordo com o referido artigo do CBJD, o Remo pode sofrer punições severas, como a exclusão de torneios organizados pela Confederação Brasileira de Futebol e, ainda, pagar multa que pode variar entre R$ 100 e R$ 100 mil.



Autor: assessoria