Desespero do Remo: jogo entre Genus e Nacional é suspenso

Desespero do Remo: jogo entre Genus e Nacional é suspenso

No final da tarde de sexta-feira, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) recebeu a liminar da 10º Vara Cível de Ananindeua movida por Wendell de Souza Figueiredo, torcedor do Clube do Remo, que pede a paralisação dos jogos do Gênus (RO) no grupo A1 do Campeonato Brasileiro da Série D.

Presente no Rio de Janeiro, Válber Motta, advogado titular da ação de inclusão do Remo na Série D, acompanhou o oficial de justiça da comarca de Jacarepaguá (RJ) até a sede da CBF para a entrega da carta precatória, pedindo a paralisação da última divisão.
Agora, a CBF tem prazo de 15 dias para dá o seu parecer sobre o caso à 10º Vara Cível de Ananindeua para que o juiz responsável pelo caso, Raimundo Rodrigues Santana, possa dar sua sentença.

Em Porto Velho, o presidente da Federação de Futebol do Estado de Rondônia (FFER), Heitor Costa, repudiou a forma com a qual o Remo tenta entrar na disputa do Campeonato Brasileiro da Série D. “Vejo com tristeza essa medida que o Remo tem tomado para disputar a competição. É uma vergonha que esse time tenta fazer em nosso Estado. Se quer disputar a competição, que tenha competência para garantir a vaga dentro de campo e não querer de qualquer forma tomar a vaga destinada para Rondônia que tem como seu representante o Genus. Todo apoio ao clube de Rondonia será dado pela entidade e vamos juntos brigar para que o time do Pará se coloque no seu lugar, ou seja, com direito este ano de apenas assustir aos jogos já que não conseguiu a vaga", ressaltou Heitor.




















Autor: assessoria-paulo ricardo