Heitor dispara: não adianta o Remo tentar, a vaga é do Genus

Heitor dispara: não adianta o Remo tentar, a vaga é do Genus

A tentativa desesperada do Remo em disputar a Série D do Campeonato Brasileiro está sendo duramente criticada em toda mídia paraense, pela forma que o clube está usando para entrar na competição. Em Rondônia, foram vários boatos de negociações da vaga, mas a Federação de Futebol do Estado de Rondônia (FFER) sempre manteve-se firme na transparência e declarando que a vaga jamais iria sair do Estado de forma ilícita. Tanto que, logo após a desistência documentada de VEC e Pimentense, a entidade contactou a diretoria do Genus que aceitou o desafio de imediato.
"Não entendo o motivo do clube paraense ainda estar tentando arrancar na marra nossa vaga. Isso é inadmissível para o nosso futebol, mas esses mesmo clube tenta tripudiar em cima de Rondônia. Não aceitamos de forma alguma e o Genus entrou na competição de forma legal, ou seja, pela força da legislação, do regulamento do Estadual e do Estatuto do Torcedor e não adianta o Remo ficar insistindo em tomar a nossa vaga", disparou o presidente da FFER, Heitor Costa.
Os atos desesperados, considerados por toda a mídia paraense e rondoniense, está tirando toda a credibilidade do Remo, um clube de repeito em toda a Região Norte do País. "Tentaram impedir o jogo do Genus contra o Paragaminas/PA, no último final de semana. Mas, essa liminar está baseada em que? O Genus é sim o representante de Rondônia e de forma legal. O clube paraense do porte do Remo não pode ficar se sujeitando a esse papelão e sim conquistar a vaga no ano que vem dentro de campo de forma legal", ressalta Heitor.




Autor: Assessoria FFER: PAULO RICARDO