Acorda Brasil; acorda Rondônia

Acorda Brasil; acorda Rondônia

Estamos assistindo a um fato histórico no país, com manifestações que invadem as ruas das principais capitais brasileiras. A história começou com os 20 centavos a mais na tarifa do transporte coletivo de São Paulo, mas, hoje, ganhou grandes proporções de um povo cansado de tantas corrupções, escândalos, mensalão, desvio de dinheiro. Concordamos com todo esse movimento que grita: "ACORDA BRASIL(eiro)". Lógico que, repudiamos os atos de vandalismo, de selvageria, como tem acontecido nas últimos noites de manifestações pelo Brasil a fora.
Não precisamos sair quebrando tudo pela frente para mostrarmos nossas forças de cidadão brasileiro. É possível sim fazer todo esse protesto de forma ordeira, ou seja, de uma maneira pacifica sem que para isso sejam depredados patrimônios públicos, confrontos armados. Não! Esse vandalismo não deve acontecer.
Mas, a grande maioria tem sim feito seu papel de cidadão ordeiro e ido às ruas em protesto à falta de respeito de muitos políticos para com o nosso BRASIL.
O povo esta cansado de ter empurrado goela abaixo tantas bandalheiras e apenas assistir sabendo do mesmo resultado: a famosa pizza. Enquanto isso, nossa Educação, Saúde, Segurança continuam esquecidas.
Porém que fique claro que todos esses protestos não são apenas pelos centavos. O povo brasileiro há muito tempo vinha guardando toda essa revolta. Seria como imaginar um barril prestes a transbordar e faltava apenas uma gotinha que veio em forma de centavos (os 20 centavos), o que explodiu uma grande revolta que se espalhou por todo Brasil. Hoje, o que assistimos é um povo que acordou, um povo que está cansado de muitos políticos que mentem, enriquecem à custa de todos nos.
O BRASIL(eiro) precisa continuar acordado e já pensar no ano que vem, quando terá que voltar às urnas e escolher seus representantes no Senado, na Câmara Federal, no Legislativo Estadual e no governo. Que esses gritos de “FORA CORRUPÇÃO” continuem ecoando por muitos anos. No ano que vem, que possamos continuar lembrando desses tais políticos que não respeitam essa nação. Temos que expurgar esses políticos que só lembram do povo de quatro em quatro ano, ou seja, apenas em época de eleição. Que todo esse momento Brasil a fora seja um novo marco para esse povo que agora diz “NÃO” à corrupção.




PAULO RICARDO - Bacharel em Comunicação Social (Jornalismo); secretário de redação do jornal O ESTADÃO DO NORTE; assessor de imprensa da FFER




Autor: assessoria